Inerente ao desenvolvimento alcançado e ao progresso que o País regista, Angola assumiu como prioridades estratégicas a melhoria das condições de vida da população, o que passa por assegurar infra-estruturas básicas de forma abrangente e alargada a todo o território.

Neste âmbito, no domínio da Energia e Águas e, de acordo com as orientações expressas no Angola 2025, o país tem como desígnios nacionais o aumento e a melhoria da qualidade do fornecimento de energia eléctrica e da distribuição de água, não só para disponibilizar dois bens essenciais à sociedade, mas também para proporcionar meios fundamentais de combate sustentável à pobreza e à dinamização da diversificação da economia nacional.

Para a concretização destes objectivos é essencial uma gestão eficaz dos activos físicos dos Sistemas de Energia e de Águas, visando a minimização de quebras com o intuito de disponibilizar um serviço de fornecimento destes bens contínuo à sociedade e às empresas.

A Gestão Integrada dos Activos permitirá estimar com rigor as necessidades financeiras a constar em Orçamento Geral de Estado e em Programa de Investimento Público (PIP’s) inerentes aos objectivos de alargamento e conservação dos Sistemas de Energia e de Águas.

Face ao exposto, a Abordagem à Gestão dos Activos Físicos dos Sistemas de Energia e de Águas assenta em três pilares de actuação que deverão ser realizados de forma faseada em três vagas de intervenção, concretamente:

Conhecer, Caracterizar e Gerir.

 

Para mais Informações Contacte-nos